Equipe do perdão nas empresas

Equipe do perdão nas empresas

Profissionais são contratados para mediar conflitos entre colegas de trabalho, ajudando a melhorar o clima e o rendimento

Errar é humano, perdoar também é. Preocupadas com as consequências do desentendimento em algumas situações no ambiente de trabalho, as  empresas já investem em profissionais que são verdadeiros “anjos da guarda”.

É a equipe do perdão, que ajuda a mediar os conflitos. As principais funções deles são zelar pelo bom convívio no ambiente corporativo, limitar os efeitos
das falhas na comunicação, acabar com os desentendimentos e estimular os colegas a pedirem perdão.

E qual o resultado disso para asempresas? Aumento de produtividade, engajamento dos funcionários, diminuição da rotatividade e o de custos, segundo especialistas em Recursos Humanos. No Estado, empresas como a Argalit, a Rede Extrabom e os Supermercados Carone já apostam no trabalho desses “mediadores de conflitos”.

“As empresas estão entendendo a importância de terem essas equipes que ajudam a cuidar da produtividade. Demitir um funcionário tem um custo de cerca de sete vezes mais do que o salário dele. É melhor cuidar das relações e manter esse profissional”, disse o CEO da Heach Brasil, Estados Unidos e
América Latina Elcio Teixeira. Segundo o sócio da Search RH, Marcelo Braga, os conflitos podem ser de natureza pessoal que, inevitavelmente, interferem no profissional, ou por interesses distintos entre departamentos e setores de uma mesma empresa.  A área de marketing , por exemplo, quer investir na divulgação, e o financeiro, reduzir custos de qualquer jeito”, citou Braga.

Para atuar, o mediador observa o ambiente e as relações, interage com as pessoas, em todos os níveis, e mantém canais de diálogo abertos, segundo o diretor da Acroy Consultoria em RH, Elias Gomes. “Depois ele chama para um diálogo, para ouvir as queixas. Cada parte de uma vez e, se possível,
convida todos os envolvidos para uma reconciliação”, disse Elias.

A diretora da Center Recursos Humanos, Eliana Machado, acrescenta: “Profissional satisfeito produz mais e melhor. Quanto mais harmonioso for o clima em uma organização, mais retornos ela vai ter”.

Confira matéria completa clicando aquiparte I  Parte II

Outros posts