Desemprego é o maior medo dos jovens

Desemprego é o maior medo dos jovens

Pesquisa feita com estudantes em busca de chances no mercado também aponta receio de falar em público e ser julgado pelos outros

Ficar desempregado é o principal temor dos jovens brasileiros que estão no mercado ou a procura de uma colocação. O medo de perder a renda supera até a tensão de falar empúblico e o momento de encarar o recrutador na entrevista de emprego, segundo o Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube).

Do total de entrevistados, 62,7% apontou a falta de trabalho como o maior medo. Em segundo lugar ficou discursar na frente de outras pessoas (18,24%), seguido por ser julgado pelos  outros (12,77%) e a insegurança em torno da entrevista de emprego 6,3%.

Segundo o coordenador de Comunicação do Nube, Rafael Oliveira, esse é um reflexo do atual contexto do País. “Como o mercado está cada vez mais apertado, fica esse medo que  impacta na vida pessoal, profissional, acadêmica”, avalia. “Perder o emprego significa dificuldades em arcar com contas.” O Nube já estima que o receio das próximas gerações estará relacionado ao uso correto do Português. “Os jovens estão mais distantes da linguagem formal. Eles usam abreviações, aparelhos que corrigem ou completam as palavras. O mau uso do idioma já é o motivo que mais reprova nas seleções”, completa Rafael.

A diretora da Center RH, Eliana Machado, lembra que esse temor se intensifica quando o jovem se aproxima do final da faculdade e cresce a pressão para entrar no mercado. “Eles ficam ansiosos e perdem o foco do objetivo principal. É importante controlar a ansiedade, fazer pesquisa de mercado para ver como está a área”, afirma. “De repente, pode reclinar e direcionar temporariamente para o ramo que está com mais vagas para depois retomar seu interesse inicial.”

Na visão da psicóloga e diretora da Curry Coaching, Gisélia Curry, o medo não pode ser encarado de maneira negativa. “Esse sentimento é natural e até positivo. Serve como um indicativo de que se deve ficar em estado de alerta. Se a pessoa tem medo de ficar desempregada, ela vai correr atrás de qualificação.”

Confira matéria completa CLICANDO AQUI

Matéria exibida no jornal A Tribuna de 02 de Dezembro de 2016. Pg 21

Outros posts