Como quebrar o ciclo da procrastinação?

Como quebrar o ciclo da procrastinação?

Como quebrar o ciclo da procrastinação? Essa é uma pergunta importante para os dias atuais, visto que que há uma infinidade de distrações que insistem em tirar nosso foco das tarefas mais importantes.

Você sabia que o tempo médio de um esquecimento pode ser de apenas três segundos? Isso significa que se você lembrar agora de algo extremamente importante, e não fizer nada a respeito, correrá o risco de esquecer e se arrepender depois.

Para não corrermos este risco, vamos começar este post com um rápido teste. Apenas responda “sim” ou “não” para os questionamentos abaixo:

  1. Você justifica seus atrasos dizendo que não tem tempo ou está com preguiça?
  2. Dá prioridade para as tarefas que gosta de fazer no lugar das que precisa executar?
  3. Tem dificuldade em organizar suas atividades e prioriza o que não é importante?
  4. É tão perfeccionista que chega ao ponto de não conseguir iniciar algo simplesmente porque não está perfeito?

Se você respondeu “sim” para a maioria ou a totalidade das perguntas acima, saiba que você é um procrastinador.

A procrastinação é definida como o adiamento de uma ação (tarefa), provocando uma sensação de estresse, sentimento de culpa e redução da produtividade. Hoje você aprenderá como quebrar esse ciclo. Acompanhe!

Os impactos da procrastinação

Sejamos francos: quem nunca empurrou um compromisso com a barriga e deixou para fazer depois o que poderia ter sido feito naquele momento? O “deixar para depois” pode até ser um hábito inofensivo, desde que ocorra com uma frequência muito baixa e em situações específicas. O problema real ocorre quando esta atitude passa a ser adotada frequentemente, impactando negativamente a qualidade de vida.

Quem procrastina não costuma identificar os pontos negativos associados à adoção deste hábito. Isso só costuma ocorrer a longo prazo, quando nos damos conta que a maioria dos projetos e objetivos na vida foram deixados de lado.

Em determinados casos, o procrastinador não consegue se identificar com esse papel. Suas atitudes são tão naturais que ele acha o ato de procrastinar algo absolutamente normal.

Isso faz com que, em meio a um emaranhado de tarefas incompletas e a fazer, a qualidade de seus relacionamentos pessoais e profissionais tenda a cair. A procrastinação afeta sua concentração nos estudos e na dificuldade de memorização, devido à quantidade excessiva de pausas ao longo do seu dia.

Os fatores que desencadeiam a procrastinação

A procrastinação pode ser estimulada por uma série de fatores. Vamos saber um pouco mais sobre eles e como contorná-los:

A esperança por solução mágica

É muita ingenuidade acreditar que os resultados possam ser alcançados sem o mínimo esforço. Quem procrastina, encontra-se sempre à espera de uma figura imaginária que consiga resolver seus problemas e encontrar soluções com um toque mágico.

O medo de fracassar

Por trás da procrastinação, existe o medo de fracassar. Dessa forma, o procrastinador foge do confronto com a realidade, evitando dar continuidade aos seus projetos ou até mesmo começá-los. Assim, o procrastinador se alimenta de uma falsa sensação de competência em potencial.

O excesso de perfeccionismo

Ser perfeccionista não é algo do qual você deva se orgulhar, principalmente quando esse comportamento faz com que suas tarefas sejam feitas e refeitas constantemente.

Quando precisamos realizar as tarefas estabelecidas para o dia, devemos adotar uma rotina mais regrada e deixar de postergar as tarefas. O perfeccionismo jamais deve impactar no seu rendimento.

Falta de resiliência

A resiliência é a capacidade que cada indivíduo tem de lidar com os problemas, superar os obstáculos ou resistir à pressão das situações adversas sem entrar em um surto psicológico.

Quando falta resiliência, os sentimentos se sobressaem ao contexto que gira em torno dos seus objetivos. Isso faz com que você não consiga se manter firme em seus propósitos.

Transtornos emocionais

Algumas psicopatologias, como a depressão e a ansiedade, podem fazer com que a procrastinação seja enraizada na vida de alguém. Caso esse seja o fator que desencadeia a procrastinação, o ideal é que seja tratada por um especialista médico e psicólogo.

Então, como quebrar o ciclo da procrastinação?

Como não enrolar na hora de cumprir suas tarefas? Esteja preparado para se livrar desse comportamento destrutivo com as 9 dicas que listamos a seguir:

1. Prazos curtos

Estabelecendo prazos muito longos o seu cérebro entende que há muito tempo disponível e não desperta o senso de urgência.

Ao invés de ficar focado em uma tarefa por muitas horas distribua o tempo em tarefas menores, que sejam possíveis de serem executadas em prazos menores.

2. Prazos rigorosos

Estabeleça horários para iniciar e terminar as suas tarefas e seja rígido consigo mesmo.

3. Monte um calendário

É importante ter um calendário que seja visível e acessível, com isso você saberá como as suas tarefas estão interligadas e como atrasar uma vai afetar todo o planejamento.

4. Desafie-se

Crie seus próprios desafios, comece pequeno e gradativamente vá aumentando a dificuldade.

5. Controle o ambiente

Facilite a concentração mantendo o seu ambiente de trabalho livre de distrações.

6. Conquiste parceiros

Ter companheiros que compartilhem os mesmos objetivos é importante, pois mantém a motivação e gera uma troca positiva de informações, o que muitas vezes facilita a conclusão de uma tarefa.

7. Compartilhe seus objetivos

Assim os seus companheiros de jornada, sejam eles amigos ou colegas de trabalho vão poder te ajudar a manter o foco e a alcançar o seu objetivo.

8. Permita-se algumas recompensas

Celebre a conclusão de cada etapa, isso ajuda a manter a motivação e dar sentido a sua rotina.

9. Olhe sempre para frente

Diante de obstáculos ou da falta de interesse para concluir seus afazeres, pare um pouco e avalie todos os pontos positivos que a realização desse projeto terá em sua vida. Vale a pena largar tudo e recomeçar?

Com essas dicas lidar com a procrastinação será muito mais fácil. Ao refletir sobre os pontos que expusemos, você verá que realmente vale a pena prestar mais atenção e tentar combater este hábito presente em muitos de nós.

 

Outros posts